Poema: O AMOR

Um vazio a ser preenchido,
Uma sede insaciável,
Um sofrimento justificado.
Não cessa de procurar;
E quer ser encontrado.

Quem o tem por inteiro,

O rejeita;
Quem o dá por completo,
É rejeitado;
Pode surgir de uma amizade
Ou em uma ser transformado.

Todo mundo quer te um;
Ninguém quer ficar de lado.
É impossível dividir,
Porque na verdade é somado.

Dos ardores do coração,
Ele é o mais desejado;
Dos sentimentos,
O mais esperado;
Do sofrimento,

O mais amado.

Autora: Joyce Luana de Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pintura: BRASILIDADE

Brasilidade. Joyce Luana de Farias, 2014-2017. Acrílica sobre a tela, 40x60. Há três anos comecei a pintar esta tela, por algum motivo ...